in ,

Abatido, William Bonner se emociona e faz revelações no ‘Conversa com Bial’

O âncora do ‘Jornal Nacional’ contou que não pode sair de casa desde 2018, pois sofre ataques nas ruas

Foto: Reprodução/TV Globo

O âncora do ‘Jornal Nacional’, William Bonner, apareceu triste e cabisbaixo em uma entrevista que concedeu para o colega Pedro Bial no programa ‘Conversa Com Bial’. O papo foi exibido na madrugada desta quarta-feira (27) na tela da TV Globo.

Bonner contou para Bial que sente a necessidade de uma “pausa para respirar”. Ele revelou que sua “quarentena” começou muito antes do coronavírus: desde 2018, após as eleições presidenciais, ele tem sido obrigado a permanecer em casa graças aos ataques que começou a sofrer nas ruas.

“As minhas bochechas mostram que a minha quarentena não começou há dois meses. Minha quarentena começou no ano eleitoral de 2018”, disse Bonner.

Veja também:
William Bonner diz que utilizaram o CPF do filho para fraudar auxílio emergencial

Nas redes sociais, a situação não é diferente. O jornalista, conhecido dos internautas por publicar comentários engraçados e até receitas culinárias, já está afastado do Twitter e do Instagram há bastante tempo.

“Eu ainda me assusto com o ódio que escorre nas palavras, nas palavras mal escritas, nas palavras cuspidas. É um ódio tão intenso que a gente não sabe onde levará. E aí a gente vai para as ruas e assiste a esta mesma incivilidade”, disse Bonner durante a entrevista.

Segundo ele, simples atividades como ir à farmácia se tornaram inviáveis para ele. “Era motivadora de tensões. Percebi isso de maneira muito ruim, dentro de farmácias, de padarias, no cinema. Verbalmente agredido, insultado…”, declarou ele.

William Bonner não pode viajar de avião

Outra situação que William Bonner precisou evitar foi viajar de avião. Ele passou a ir de carro do Rio de Janeiro para São Paulo quando precisava visitar os pais – que estavam mal de saúde. “Não podia pegar um avião com tranquilidade nem para visitar um parente doente”, lamentou.

“A polarização política chegou a um ponto em que a minha presença em determinados locais públicos, como farmácias, livrarias, ou mesmo na rua, era motivadora de tensões”, reafirmou.

Durante a entrevista, ele contou sobre uma situação que enfrentou um dia dentro de uma padaria.

“Em uma manhã de sábado, dentro de uma padaria no bairro da Lagoa, fui agredido verbalmente, insultado e desafiado por uma cidadã embriagada que se viu no direito de fazer isso a um palmo e meio de distância do meu rosto”, contou.

“Foi constrangedor para as pessoas no local e para mim. Eu me senti culpado por incomodar, com aquela situação, quem estava comendo um simples pão na chapa”, explicou.

Veja também:
William Bonner quebra protocolo, pede calma e revela medo de contrair coronavírus

O jornalista acredita que isso tudo é fruto da imagem que ele representa: a personalização do jornalismo na TV Globo. “Eu tenho consciência de que sou um símbolo. Simbolizo muitas coisas para muitas pessoas, que não me conhecem, não sabem quem eu sou”, disse.

Ele completa: “Eu falo de mim, mas também falo de toda uma categoria profissional. Mas eu tenho consciência que sou um símbolo, eu sou o jornalismo da Globo, eu sou a mídia. Eu simbolizo muita coisa para muitas pessoas que não me conhecem”.

Para Bonner, os insultos e críticas acontecem como uma maneira de atrapalhar o trabalho da imprensa.

“A sensação que eu tenho é que se criou toda uma situação exatamente pra tornar muito difícil o trabalho, é mais um passo, mais uma ação pra nos dificultar, pra impedir que o trabalho da imprensa seja feito”, afirmou.

Ele disse também que as pessoas mudam muito de opinião sobre sua pessoa com o passar do tempo. “Tem gente hoje me aplaudindo que estava há dois, três anos me xingando. E tem pessoas que hoje estão me xingando que há dois ou três anos batiam palmas”.

Jornalista explica roubo do CPF do filho

Bonner também relembrou do motivo que o levou de volta ao Twitter, depois de quase um ano longe. O filho foi alvo de uma fraude. Alguém usou o número do seu CPF para solicitar o auxílio emergencial do governo federal.

“Meu filho tem sido alvo de estelionato há três anos desde que sofreu um acidente de carro. E alguém, acho que foi um bombeiro, pegou a habilitação dele e divulgou na internet para, supostamente, denunciar que o documento estava fora da validade”, contou Bonner.

“Só que, aquela era a primeira habilitação do meu filho e ele estava dentro do prazo para pegar a próxima, inclusive com prova marcada”, explicou.

“O sujeito viu que era meu filho e quis prejudicá-lo dessa maneira. E acabou prejudicando muito porque esse documento tem rodado na internet durante esses anos. Tenho advogado constituído para ficar desfazendo empresas no nome dele”, lamentou William Bonner.

Em seu próprio programa na emissora, a ex-mulher de Bonner, Fátima Bernardes, também comentou o caso e disse que ações judiciais já foram tomadas pela família para preservar o filho.

Assista à entrevista completa de William Bonner:

Fátima Bernardes quebra silêncio sobre atual relação com William Bonner

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

thelma

Campeã do ‘BBB 20’, Thelma sofre ataques ofensivos durante live sobre racismo

xanddy

Cachês de Xanddy são penhorados pela Justiça para quitar dívida de R$ 5 milhões