in ,

William Bonner diz que utilizaram o CPF do filho para fraudar auxílio emergencial

O jornalista utilizou o Twitter para desabafar sobre o ocorrido com o nome de seu filho, Vinícius, de 22 anos

Foto: Reprodução/TV Globo

O jornalista William Bonner não publicava nada em sua conta oficial do Twitter desde junho de 2019. Nesta quinta-feira (21), ele decidiu quebrar o silêncio para falar sobre algo polêmico. Alguém utilizou o CPF de seu filho Vinícius, de 22 anos, para fraudar o auxílio emergencial de R$ 600 concedido pelo governo federal àqueles que precisam de ajuda neste momento de pandemia.

Bonner e Fátima Bernardes são pais dos trigêmeos Vinícius, Laura e Beatriz. O fraudador escolheu usar o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) de Vinícius para se cadastrar no programa do governo federal. E pasme, ele conseguiu!

Apesar de Vinícius não estar no grupo de pessoas que poderia ser beneficiado com o auxílio, o pedido feito no nome dele foi aprovado.

Veja também:
William Bonner quebra protocolo, pede calma e revela medo de contrair coronavírus

“Na terça, dia 19, fui informado de que o jornal Meia Hora tinha obtido documentos do suposto registro de meu filho no programa de auxílio emergencial do governo. Meu filho não pediu auxílio nenhum, não autorizou ninguém a fazer isso por ele. Mais uma fraude, obviamente”, postou William Bonner.

“Desta vez, o que vem à tona é ainda mais grave. Pelos critérios do programa de auxílio emergencial, alguém nas condições sócio-econômicas do meu filho não tem direito aos R$ 600 da ajuda. Portanto, quem quer que viesse a usar o nome, o CPF e dados pessoais dele deveria receber como resposta ao pleito um ‘não’. Mas, pelo que vimos ao consultar o site do Dataprev, o pedido de auxílio feito por um fraudador foi aprovado”, confirmou Bonner.

Diante desta situação, o jornalista refletiu sobre a possibilidade de muitas pessoas terem fraudado o programa e estarem ganhando dinheiro do governo de maneira ilegal.

“Quantos entre esses [pedidos] realmente fraudaram o programa? Meu filho não fraudou, é vítima e pode provar. Neste caso, o crime é contra ele, contra todos os que tiveram seus nomes indevidamente usados, e também contra todos os brasileiros, porque ataca os cofres públicos”, afirmou Bonner.

Ainda segundo o âncora do ‘Jornal Nacional’, o uso do CPF de Vinícius por fraudadores não é de hoje.

“Estelionatários têm usado há 3 anos o nome e o CPF de meu filho para fraudes, como a abertura de empresas ou a contratação de serviços de TV por assinatura, entre outras”, escreveu.

William Bonner afirmou que já acionou seus advogados para lidarem com o caso. Eles registraram um boletim de ocorrência em uma delegacia, mas foram instruídos até a trocar o CPF do rapaz.

“No Brasil, a vítima de golpes dessa natureza precisa passar por uma longa provação, em que tempo e dinheiro se esvaem no desenrolar do processo burocrático”, afirmou.

“Somos brasileiros. Temos combatido cada nova fraude com persistência e resignação. Mas elas não param. E aí entramos na questão da proteção do dinheiro público. De nossa parte, apresentaremos nova queixa-crime. Da parte dos gestores do auxílio emergencial, esperamos apuração rápida da fraude, para que se resguardem o patrimônio público e a confiança dos cidadãos nos mecanismos de controle desse programa”, concluiu William Bonner.

Confira uma foto de Vinícius Bonemer:

Veja uma foto de William Bonner com os três filhos:

Foto: reprodução
Foto: Reprodução
Veja também:
Filho de Chitãozinho solicitou auxílio emergencial do governo, diz colunista

Comente com o Facebook
idade de cauã reymond

A internet não está conseguindo acreditar que Cauã Reymond completou 40 anos

dudu camargo

Decoradora que acusou Dudu Camargo de calote expõe conversas com ele