in ,

Zé Celso, dramaturgo atingido por incêndio, morre aos 86 anos

Após ter 53% do corpo queimado, ele não resistiu e faleceu, causando grande comoção entre familiares e amigos

Foto: Divulgação

Zé Celso, famoso dramaturgo brasileiro que foi atingido por um incêndio em São Paulo, não resistiu aos ferimentos e morreu aos 86 anos de idade.

  • DESPENCOU! PlayStation 5 com o menor preço já visto no Brasil. Achou pouco? Pois saiba que o frete também é grátis! Clique aqui para conferir.

A triste notícia sobre a morte de José Celso Martinez Corrêa, popularmente conhecido como Zé Celso, foi divulgada nesta quinta-feira (6). Aos 86 anos, ele faleceu em São Paulo, conforme confirmado pelo jornal ‘O Globo’.

O ator e dramaturgo Zé Celso estava internado no Hospital das Clínicas, na capital paulista, após um incidente sério em seu apartamento. Um incêndio, cuja causa ainda está sendo investigada, atingiu a residência do artista no bairro Paraíso.

Durante o acidente, o dramaturgo sofreu queimaduras de segundo grau no rosto, nas pernas e nos braços.

Ele teve 53% do corpo queimado e acabou não resistindo aos ferimentos. Além dele, outras três pessoas presentes no apartamento no momento do incêndio inalaram fumaça e estão atualmente sob cuidados médicos.

Há suspeitas de que o incêndio tenha sido iniciado pelo aquecedor, que teria sido ligado pelo próprio Zé Celso. As investigações continuam para confirmar a origem do fogo.

O mundo da arte lamenta profundamente essa perda, enquanto aguarda mais informações sobre o incidente que levou um dos maiores nomes do teatro brasileiro.

Morreu Zé Celso. RIP. O teatro chora“, disse José de Abreu. “Zé Celso, querido. Que triste saber dessa morte”, comentou Laerte Coutinho. “Morre em São Paulo Zé Celso Martinez, um dos maiores diretores de teatro do Brasil. Foi o epílogo de uma tragédia!”, declarou o apresentador Britto Júnior.

Veja também:
Angela Ro Ro relembra namoro com Zizi Possi, que teve fim conturbado
Zé Celso
Foto: Reprodução

Zé Celso, uma figura central na cena artística brasileira, deixou um legado inestimável para o teatro nacional. Ele é mais conhecido por ser o fundador do Teatro Oficina, uma das companhias de teatro mais prestigiosas e longevas do Brasil.

Sua paixão pelas artes aflorou ainda na infância, ao se entregar ao jogo de representar diversos universos no quintal de casa.

Apesar de ter iniciado o curso de direito na Universidade de São Paulo (USP) a pedido dos pais, foi sua admiração pelo ator e pedagogo russo Constantin Stanislavski que orientou sua verdadeira vocação.

Essa paixão pelas artes culminou na fundação do Teatro Oficina em 1985, ao lado de Amir Haddad, Renato Borghi, Etty Fraser, Fauzi Arap e Ronaldo Daniel.

Durante o período de ditadura militar no Brasil, o grupo se destacou pela linguagem única que Zé Celso definia como “pulsão dionísica”.

Artistas como Julia Lemmertz, Leona Cavalli, Reynaldo Gianecchini, Alanis Guillen, Alexandre Borges, e muitos outros, consideram Zé Celso como um mestre na arte de atuar.

História de amor com Marcelo Drummond

Em abril de 2023, Zé Celso e Marcelo Drummond, juntos desde 1986, formalizaram seu relacionamento com uma cerimônia de casamento. Conheceram-se no Teatro Oficina e, logo no mês seguinte, decidiram compartilhar o mesmo lar, permanecendo unidos até os dias atuais.

Em uma conversa franca com a jornalista Cleo Guimarães, Marcelo revelou que embora vivam juntos, ele e Zé não mantinham relações sexuais há mais de 20 anos:

“Estamos casados pela vida que vivemos, compartilhamos tudo. Moramos juntos, mas não transamos há mais de 20 anos, cada um tem seus amantes”.

Disputa de Zé Celso com Silvio Santos

Uma das facetas mais conhecidas de Zé Celso é a longa batalha com Silvio Santos que, curiosamente, foi convidado para o casamento do dramaturgo. Como sugestão de presente, ele pediu o terreno ao redor do Teatro Oficina.

Veja também:
Medalhista Olímpica descobre que 'namorado' era uma mulher e golpista

Essa disputa com Silvio Santos já se estende por mais de quatro décadas. Silvio, o proprietário do terreno, pretendia construir três torres no local, enquanto Zé Celso, criador e diretor do Teatro Oficina, advogava pela transformação da área no Parque do Rio Bexiga.

“Essa briga é algo que nunca se resolve. É um imbróglio mais velho do que a minha relação com o Zé”, comentou Marcelo Drummond. Foi Ricardo Bittencourt, organizador do casamento, que teve a ideia de enviar o convite impresso a Silvio Santos.

Como disse Drummond, citando Ricardo: “O não [do Silvio Santos sobre a doação do terreno] a gente já tem. Não custa tentar o sim“.

  • DESPENCOU! PlayStation 5 com o menor preço já visto no Brasil. Achou pouco? Pois saiba que o frete também é grátis! Clique aqui para conferir.

Apartamento pega fogo e Zé Celso tem 53% do corpo queimado

Em Destaque

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Jogador de futebol - Hugo Vinícius esquartejado

Crime passional? Ex-namorada de atleta esquartejado é presa

Rudy Farias

Desaparecido há 8 anos, rapaz morava na rua da própria mãe