in ,

Sem trabalho, Beiçola de ‘A Grande Família’ depende de ajuda financeira de amigo

O ator Marcos Oliveira, de 64 anos, falou sobre as dificuldades que tem enfrentado na pandemia

Foto: Divulgação / reprodução / Instagram

Marcos Oliveira, o ator responsável por dar vida ao personagem Beiçola da série clássica da Globo ‘A Grande Família’, deu uma entrevista recente na qual falou sobre as dificuldades financeiras que tem enfrentado na pandemia. Ele revelou que tem sobrevivido com auxílio de um amigo e de um fã.

Tenho um grande amigo que está na Europa e de vez em quando me ajuda comprando alguma coisa para eu comer. Um fã do interior de São Paulo fez uma vaquinha por lá e depositou um dinheiro para eu pagar minhas contas e ajudar na compra de comida também”, contou Marcos durante gravação do podcast ‘Só 1 Minutinho’.

Ele falou que não tem ninguém próximo. Sou sozinho, não tenho família. Vivo apenas com minhas três cadelas. Não me chamam para nada, para nenhum trabalho. Quero ter oportunidade de fazer outras coisas, disse.

Aos 64 anos, o intérprete do pasteleiro Beiçola vive um tempo difícil sem trabalho desde que ‘A Grande Família’ acabou. A série, produzida pela TV Globo, foi exibida de 2001 a 2014 e teve ao todo 14 temporadas e 485 episódios. É considerada a obra de maior duração do formato na televisão do país.

Segundo Marcos, quando ele conseguir se aposentar a situação deve, finalmente, melhorar. Vou dar entrada nos meus papéis agora no fim do mês, quando completo 65 anos. Quem sabe aí eu possa morar num sítio, construir minha casinha, ter uma horta”, disse.

Veja também:
Corpo do ator Luiz Carlos Araújo é encontrado e polícia considera 'morte suspeita'

Mas ele tem consciência de que só o valor da aposentadoria não será suficiente e ele vai precisar de trabalho. “Não poderei parar de trabalhar. Só em farmácia gasto quase R$ 1 mil por mês“, revelou o ator, que passou por um cateterismo em setembro de 2020 após sofrer um infarto agudo do miocárdio.

A história de vida de Marcos Oliveira é de superação. Ele foi criado pelos tios após ser abandonado pela mãe e revelou ter sido estuprado pelo próprio irmão aos 7 anos de idade. Nessa época, ele achava que o irmão era seu primo.

Só descobri que eu era adotado quando tinha 33 anos. Que meu pais eram, na verdade, meus tios. Uma prima veio me contar. Então, acabei descobrindo que eu tinha sido estuprado aos 7 anos pelo meu irmão, e não pelo meu primo, como eu achava. Ele era muito mais velho que eu. Precisei de acompanhamento depois porque eu cheguei a pirar, contou Marcos.

Apesar dos assuntos tristes, a conversa também teve momentos divertidos e foi muito elogiada por internautas que acompanham o podcast.

“MANO VOCÊS TROUXERAM O BEIÇOLA!!! Zeraram a vida de podcast já! Hahahahaha muito foda, incrível! Parabéns demais”, disse um internauta.

“Beiçola poderia muito bem abrir um canal no YouTube, muito conteúdo”, sugeriu outro. Ele é muito bom de raciocínio. Levanta a bola e quem quiser faz o gol. Que artista foda!!!!”, elogiou ainda outro.

Assista a entrevista completa de Ed Gama e Estevam Nabote com Marcos Oliveira, o Beiçola:

Veja também:
Polícia descobre que namorado de Carla Daniel foi assassinado; suspeito é preso

Marcos Oliveira, o Beiçola de ‘A Grande Família’, sofre princípio de infarto

Comente com o Facebook

Recomendamos para você

Foto: reprodução / Instagram

Camilla de Lucas desistiu de ser modelo após fala racista na adolescência

Foto: reprodução / Instagram

Claudia Ohana impressiona a web por sua ‘beleza natural’ aos 58