in ,

Felipe Prior se envolve em nova confusão em festa e recebe acusações de assédio

O ex-BBB teria passado a mão no corpo de duas mulheres, sem a permissão delas, em uma balada

Fotos: Reprodução/Instagram

Desde o dia em que deixou a casa da vigésima edição do ‘Big Brother Brasil’, no final de março, Felipe Prior tem se envolvido em polêmicas. No início dessa semana, ele foi acusado por lesão corporal e importunação sexual.

De acordo com o Boletim de Ocorrência feito por duas mulheres, elas estavam em uma festa na madrugada de domingo (20) no Laguna Beach Club, em Brasília, quando sentiram alguém passar a mão nas costas e na bunda delas.

Veja também:
Vídeo: Felipe Prior se envolve em briga de rua em Ilhabela e apanha feio

“Tira a mão de mim”, declarou uma delas. “Você acha que eu sou o que?”, respondeu Felipe Prior. “Você é um estuprador. Um ex-BBB”, disse uma das mulheres. “Você me chamou de estuprador?”, perguntou ele, já alterado.

Neste exato momento, havia uma pessoa filmando todo o ocorrido. Uma das mulheres deu um tapa no celular, derrubando-o no chão. A desconhecida deu um soco na cabeça dela, que caiu em cima de plantas. Após registrar o B.O., ela foi encaminhada para fazer exame de lesão corporal.

As jovens afirmaram que a boate tem câmeras que podem ter registrado o assédio e a agressão sofridos por elas. Depois da confusão, os seguranças da boate pediram que elas se retirassem do local. Segundo testemunhas, a vítima também foi agredida por um amigo de Felipe Prior.

Questionado pela coluna de Leo Dias no ‘Metrópoles’, Felipe Prior negou que tenha assediado as mulheres. “Nunca fiz isso. Jamais passaria a mão em qualquer menina. Tenho até testemunhas que viram tudo”, disse ele.

Felipe Prior registra queixa

O ex-BBB afirmou, ainda, que estava na delegacia. “Estou registrando queixa, pois ela me chamou de estuprador”, afirmou Prior. A vítima preferiu esperar a investigação do caso e não quis falar sobre a violência sofrida.

Um dia depois da festa, o ex-BBB postou Stories no Instagram com o relato de uma testemunha que estava com ele na noite do suposto assédio em Brasília. Jennifer Milaine afirma que Prior abriu os braços, como se fosse abraçar as jovens que estavam na frente dele.

Veja também:
Jurista explica que deputado Fernando Cury cometeu crime de importunação sexual

Ainda de acordo com a testemunha, elas começaram a gritar e a chamá-lo de estuprador, “Foi aí que o Prior se exaltou. Ficou bravo. É uma acusação muito grave. Ele pegou o celular dele e pediu para que ela repetisse”, disse Jennifer.

“Não houve assédio, eu estava atrás. Sei o que eu vi. Espero que a Justiça seja feita porque o Prior é uma pessoa super do bem”, disse Jennifer.

Logo que saiu do ‘Big Brother Brasil’, Prior foi acusado de estupro por três mulheres. Os casos teriam acontecido em 2014, 2016 e 2018 e o processo conta com testemunhas e laudos médicos.

Depois ele se envolveu em polêmicas por furar, constantemente, a quarentena imposta pela pandemia do coronavírus. Alguns meses depois, um vídeo em que briga violentamente com um rapaz em Ilhabela, litoral de São Paulo, acabou viralizando.

Há cerca de 10 dias, Felipe Prior apareceu em uma festa marcada como clandestina em São Paulo. Criticado por estar participando de aglomerações em plena pandemia, ele afirmou: “Finge que eu sou anônimo, por favor. Eu quero paz, pessoal. Deixa eu e minha família quietinhos”.

Três mulheres registram queixa de estupro contra Felipe Prior, do ‘BBB 20’

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

marcius melhem

Marcius Melhem quebra silêncio sobre denúncias de assédio em entrevista na Record

felipe prior

Chumbo trocado: Prior também registra B.O. contra mulheres que o acusaram de assédio