in ,

Filho de Mussum é acusado de roubar a própria moto em shopping: ‘humilhado’

Ele foi impedido de deixar o estacionamento e já está movimentando um processo na Justiça

Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Um ato inconcebível de racismo, que lamentavelmente ainda ocorre com frequência no Brasil, aconteceu com o dentista de 30 anos Igor Palhano – que é filho do humorista Mussum, eternamente lembrado por ter sido um d’Os Trapalhões’.

Ele foi ao Park Shopping Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio de Janeiro na noite de 2 de março de 2022. Na hora de ir embora, Igor foi impedido de sair do estabelecimento após receber a acusação de que estava tentando deixar o local com com uma moto roubada.

Veja também:
27 anos sem Mussum: vida, obra e morte do humorista que marcou uma geração

O filho de Mussum ficou impressionado com a situação, gravou um video e compartilhou nas redes sociais. Ele aparece ainda no shopping dizendo que se fosse branco, sem dúvidas, já estaria em casa naquele momento.

Acabei de sofrer racismo aqui. Eu não posso sair do shopping porque estão alegando que a minha moto é roubada“, disse Igor no vídeo. Os funcionários afirmaram que ele entrou pela portaria errada e deduziram que ele era um ladrão.

De acordo com Igor, informaram que se tratava de procedimentos do shopping, normas de segurança e que ele “tinha que entender, né?”.

“Perguntei: entender o que, né, o que? Que um negro não pode pilotar uma moto como essa?“, disse ele.

Palhano ficou preso no shopping, impedido de sair, por cerca de meia hora. Ele precisou mostrar a Carteira de Habilitação e o documento do veículo para provar que era mesmo o dono da moto.

Segundo o filho de Mussum, ele só foi liberado após ninguém da administração do shopping ou do Serviço do Atendimento do Consumidor aparecer. Outro fator que foi determinante para o deixarem sair foi quando ele disse, justamente, que era filho do humorista.

“Em dado momento falei: meu pai era um cara que brincava sempre com esse tipo de situação, levava na brincadeira, e que nunca acreditei que fosse passar por isso. Aí começaram a me tratar melhor, contou o dentista em entrevista ao portal ‘G1’.

Veja também:
Reviravolta! Polícia prende o verdadeiro ladrão de bicicleta no Leblon (e ele é branco!)

Ainda assim, Igor Palhano filmou que precisou ser “conduzido” por um dos seguranças do shopping até a saída.

Confira um trecho do vídeo publicado por Igor Palhano nas redes sociais, denunciando o racismo que sofreu:

Filho de Mussum vai processar shopping

“Não fiquei magoado, mas me senti humilhado: eu ali, naquela situação, com três, quatro seguranças me cercando, as pessoas passando com aquele olhar de acusação. Nunca tinha passado por isso”, afirmou Igor, que revelou ter ficado com medo de ir a qualquer shopping depois dessa situação.

“Tudo é tão surreal que, para você ter uma ideia, eu agora estou com medo de ir ao shopping. Não sei se alguém vai me seguir, se marcaram a minha cara”, disse.

Um dia depois do ocorrido, o dentista afirmou que estava em contato com um advogado e que vai registrar a denúncia contra o shopping para que o filho delenão precise passar por isso.

Veja também:
Loja diz que demitiu envolvido em polêmica de racismo - mas ele é filho da dona

“Claro que já vi olhares estranhos, situações de chegar em uma clínica onde atendia e a pessoa perguntar se o dentista estava vindo atender, mas sempre fazia como meu pai, tentava brincar e passar por cima. Mas vi que a gente não pode deixar passar, senão daqui a uns anos, meu filho vai continuar sem poder andar em paz no shopping. É para, no futuro, ele não passar por isso'”, disse o filho do Mussum em entrevista.

Igor Palhano - filho do Mussum
Fotos: Reprodução/Redes Sociais

Esposa do DJ Rennan da Penha denuncia racismo em agência bancária

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

militar ucraniano guerra - Alex Hook

Soldado ucraniano faz sucesso por postar vídeos nos bastidores durante a guerra

Monique Medeiros - caso Henry

Monique realizou ‘atos libidinosos’ com advogado casado na cadeia, acusam detentas