in , ,

Vídeo mostra tripulação de submarino naufragado cantando dias antes de morrer

A música foi gravada como mensagem de despedida ao ex-comandante das forças submarinas da Indonésia, que deixou o cargo em março

Fotos: Reprodução

Um vídeo publicado pela Marinha da Indonésia no início da semana está emocionando o mundo ao mostrar parte da tripulação de um submarino que naufragou cantando uma música de despedidapoucos dias antes de morrerem! 

Na ocasião, o comandante do submarino, Heri Oktavian, reúne o grupo perto de um de seus subordinados que toca o violão. Elas, então, cantam ‘Sampai Jumpa’, música popular na Indonésia cujo nome significa “Adeus”.

Veja também:
Rochelle Hager, famosa no TikTok, morre após trágico acidente

Sem saberem que estavam vivendo seus últimos dias de vida, eles entoam: “Não estou pronto para sentir sua falta, não estou pronto para deixá-lo. […] Te desejo o melhor“.

O submarino ‘KRI Nanggala 402’ estava se preparando para participar de manobras em Bali quando desapareceu.

As forças armadas iniciaram as buscas e dias depois encontraram o submarino fragmentado em três partes, a mais de 800 metros de profundidade. 53 tripulantes morreram no trágico acidente. 

Existe uma explicação para este momento de despedida gravado em vídeo, que viralizou. Eles estavam fazendo uma homenagem ao ex-comandante das forças submarinas indonésias, que saiu do cargo e foi substituído no início de março.

Veja:

Veja também:
Tragédia! Crianças passam três dias em casa com os corpos dos pais mortos

Submarino naufragado na Indonésia

O submarino da Marinha da Indonésia, KRI Nanggala 402, foi construído há cerca de 40 anos e estava sob execução do exército militar quando submergiu na manhã de quarta-feira (21).

Uma mancha de petróleo foi encontrada na região onde ele enviou o seu último sinal para a base naval, sendo assim, seis navios de guerra e um helicóptero se concentram nesta área em busca de fragmentos da embarcação.

Conforme o porta-voz da Marinha, Julius Widjojono, a presença do petróleo sinalizou danos ao tanque ou até mesmo uma descarga como sinal de socorro.

Na quarta-feira (21), o comandante das Forças Armadas, Hadi Tjahjanto, disse que o submarino poderia estar a 700 metros de profundidade e que cerca de 400 militares e socorristas estavam mobilizados para o resgate das vítimas. 

Segundo o vice-almirante francês, Antoine Beaussant, um equipamento desse porte consegue mergulhar até 250 metros abaixo da superfície. “É um coeficiente de segurança imposto para a preservação do submarino.”

Por esse motivos, a equipe do Instituto de Submarinos da Austrália esteve pessimista durante o tempo das buscas, até encontrarem os destroços e confirmarem as mortes. 

“Se o submarino estiver no fundo do mar e nessa profundidade, há poucas chances de evacuar a tripulação. A única maneira de resgatá-los seria na recuperação do submarino, o que seria um longo processo”, explicou o funcionário Frank Owen à mídia australiana na última semana.

Este foi o primeiro incidente grave que o país registrou dentro de uma frota de cinco submarinos – que passaram por reforços e modernizações nos últimos anos.

Vídeo: macaco de patinete surta, ataca bebê e a arrasta pela rua na Indonésia

Comente com o Facebook
de férias com o ex

Ex-participante do ‘De Férias Com O Ex’ perde a filha de apenas 8 meses

vereador

Vereador abre caixão com facão para ‘provar’ que causa da morte não foi Covid-19