in , ,

Polícia investiga se vereador provocou acidente fatal de assessor que o denunciou

Vinicius Hayden Witeze morreu logo após depor contra Gabriel Monteiro – acusado de assédio, estupro e outros crimes

Fotos: Reprodução/Instagram

Muito se falou nos últimos tempos sobre o ex-policial militar e atual vereador do Rio de Janeiro, Gabriel Monteiro, acusado de assédio moral, sexual e estupro por servidores e ex-funcionários.

  • Que tal controlar sua TV com um único dispositivo supermoderno, controlado por voz, em alta qualidade de imagem e com auxílio da Alexa? E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Uma das pessoas que denunciou Gabriel Monteiro foi o ex-assessor dele, Vinicius Hayden Witeze, conhecido como Vinícius Ziza, que faleceu no último sábado (28) vítima de um acidente de trânsito na Região Serrana do Rio de Janeiro.

Na quarta-feira (25), o ex-assessor havia prestado depoimento contra o vereador Gabriel Monteiro no Conselho de Ética da Câmara do Rio.

Na ocasião, ele chegou usando colete à prova de balas e revelou que estava sofrendo ameaças e precisando andar escoltado. Segundo Vinícius, ele havia perdido o direito de ir e vir e não conseguia mais nem visitar a filha.

Veja também:
Vídeo flagra padre agredindo ex-seminarista que o acusa de abuso sexual

A polícia agora quer saber se Gabriel Monteiro teve algum envolvimento no sentido de provocar o acidente que matou Vinícius. Afinal, o ex-assessor tinha conhecimento de muitas questões que poderiam o prejudicar – ainda mais – durante os processos que ele está comprometido.

O carro de Vinícius Ziza capotou na RJ-130, que liga a cidade de Teresópolis a Nova Friburgo, e ele morreu na hora. Além do assessor, havia uma mulher no veículo, que ainda não foi identificada. Ela foi socorrida e levada para o Hospital das Clínicas de Teresópolis.

Na tarde de domingo (29), a Polícia Civil informou que por requisição do delegado titular da 110ª DP (Teresópolis), “foi designada pelo diretor do Departamento-Geral de Polícia Técnico-Científica uma equipe do Instituto de Criminalística Carlos Éboli para em conjunto com peritos de Teresópolis realizarem uma perícia que constate eventual adulteração na parte mecânica, elétrica ou do sistema de alimentação de combustível que pudesse contribuir para a ocorrência do acidente”. 

Durante perícia realizada no veículo, ainda no local do acidente, a polícia encontrou cópias do termo de declaração de dele em ocorrência envolvendo o vereador Gabriel Monteiro.

O contexto todo levou as autoridades a determinarem a investigação, para concluir se Gabriel agiu de alguma forma para provocar o acidente.

Veja uma imagem de Vinícius quando foi depor contra o vereador:

Ex-assessor
Foto: Reprodução/TV Globo

Segundo a Polícia Civil, a vítima sobrevivente descartou qualquer tipo de intervenção de terceiros no acidente. 

Ela declarou que Vinicius perdeu a direção na curva ao frear, o que causou o capotamento do veículo. As autoridades vão investigar se ele estava em alta velocidade no momento.

A testemunha afirmou, ainda, que o veículo apresentava problemas devido a gasolina de baixa qualidade e não estava correndo. Ela também mencionou que Vinícius desconhecia a rodovia, estava escuro no momento e a sinalização era precária.

A vítima sobrevivente foi ouvida informalmente neste domingo (30) pouco antes de receber alta do hospital. Ela ficou de formalizar as informações na 110ª DP (Teresópolis).

Na última semana, Vinícius gravou um vídeo em que declarou estar sofrendo muitas ameaças.

Perdi a minha liberdade. Tenho que andar de carro blindado, colete à prova de balas. Tenho que cercear o meu direito de ir e vir, de sair a hora que eu quero porque o vereador gravou vídeos expondo o meu número pessoal, me colocando como se fosse uma pessoa que tivesse negociado com uma pseudo máfia do reboque, que ele vive falando que é tudo a máfia do reboque dele”, disse o ex-assessor de Gabriel Monteiro.

“Então, é basicamente isso: ele conseguiu hoje me prejudicar de uma forma que eu não consigo nem visitar a minha filha“, acrescentou Vinícius.

Gabriel Monteiro se pronuncia e se defende

Neste domingo (30), Gabriel Monteiro se pronunciou sobre a morte de seu ex-assessor Vinicius Hayden Witeze. Ele lamentou o acidente e disse que jamais torceria por esse fim“. 

“Quem me conhece sabe que não desejo mal a ninguém. Meu ex-assessor, que tinha sido pego oferecendo 600 mil reais a outro assessor para forjar provas contra mim. Que foi flagrado junto com o 02 da máfia do reboque. Morreu em um acidente. É triste demais. Jamais torceria por esse fim”, escreveu Gabriel Monteiro.

E ele ainda disse mais:Após tentarem me forjar em estupros, pedofilias, assédios, e mil outros crimes, vão falar que eu o matei. De coração, que ele esteja com Deus. Imagino a dor dos seus pais, pessoas maravilhosas”. 

O vereador responde a um processo disciplinar na Câmara, e pode ter seu mandato cassado. Filiado ao Partido Liberal, ele foi um dos vereadores mais votados do Rio de Janeiro nas últimas eleições.

  • Que tal controlar sua TV com um único dispositivo supermoderno, controlado por voz, em alta qualidade de imagem e com auxílio da Alexa? E a melhor parte: experimente por 30 dias e DEVOLVA se não curtir o produto! Confira clicando aqui.

Vídeo: pré-candidato a vereador em Minas Gerais é morto a tiros após live

Recomendamos para você

Deixe seu comentário

Rodrigo Mussi - entrevista

Rodrigo Mussi ressurge e fala pela 1ª vez sobre grave acidente que sofreu: ‘milagre’

Carlinhos Maia

Carlinhos Maia tem mais de R$ 5 milhões roubados após invasão em casa