in ,

Érick Jacquin compra restaurante após se comover com morte do dono por Covid-19

O proprietário do estabelecimento havia sido um dos participantes do ‘Pesadelo na Cozinha’, na TV Band

Foto: Divulgação/Band

O chef de cozinha Érick Jacquin revelou que decidiu comprar o restaurante de um dos participantes do programa apresentado por ele e exibido pela TV Band, o ‘Pesadelo na Cozinha’. O motivo, como Jacquin definiu, é trágico e triste.

Pouco tempo depois das gravações, Antonio, o dono de um restaurante francês chamado ‘Ça-Va’, morreu aos 75 anos de idade, em São Paul,o após não suportar as complicações da Covid-19.

Veja também:
Paulo Gustavo tem piora no quadro de Covid-19 e famosos criam rede de oração

O episódio em que Jacquin comanda a reforma do bistrô ainda não foi ao ar, pois faz parte da nova temporada do programa. A previsão é que ele seja exibido no dia 6 de abril às 22h45 na tela da Band.

O restaurante fica no bairro Bela Vista, em São Paulo, próximo ao MASP. Segundo Jacquin, os filhos de Antonio sugeriram que ele desse continuidade ao sonho do pai, que acabou não tendo tempo de aproveitar o restaurante reformado – e nem de ver o sucesso do estabelecimento após a visibilidade que o programa proporciona.

“A nova edição do programa foi gravada antes da pandemia e, em um dos episódios, trabalhei para reformar um restaurante francês, o Ça-Va. O dono se chamava Antonio, um senhor apaixonado pela França, tive até dificuldade de brigar com ele”lembrou Jacquin em entrevista ao Programa ‘Pânico’ da rádio Jovem Pan.

“Ele era muito atencioso, comprou até presente para a minha esposa como forma de agradecimento”. O chef de cozinha, famoso como um dos jurados do ‘MasterChef Brasil’, contou como é provável que Antonio tenha contraído o vírus.

“Quando as gravações terminaram, ele foi hospitalizado para exames de rotina, fez uma operação, mas acabou se contagiando com a Covid-19 no próprio hospital e faleceu. Fiquei muito triste, isso me marcou muito, ele era muito bacana”, disse.

Jacquin disse, então, como os filhos do falecido empresário o abordaram sobre o que seria do restaurante.

“Os filhos dele me chamaram e disseram: ‘Erick, com certeza nosso pai gostaria que você ficasse com o restaurante que era a vida dele. Se você não aceitar, nós vamos fechá-lo e acabou a história’. Decidi comprar o Ça-Va e, em homenagem ao Sr. Antonio, mantive o nome e deixei tudo como estava, inclusive com os quadrinhos que ele gostava”, contou.

Veja também:
Érick Jacquin aciona polícia para prender falsa babá que estava furtando sua casa

A família e o próprio Jacquin se entristecem por não ter dado tempo de Antonio ver seu bistrô na TV.

“Só me arrependo porque o Sr. Antonio não poderá assistir ao episódio sobre o seu restaurante. Fizemos a reforma com tanto carinho, ele ficou tão feliz. Essa história faz parte da minha vida. Sou um homem de muita sorte porque, já que a vida é feita de encontros, cruzei com muita gente bonita, especial, no meu caminho. Sr. Antonio foi uma dessas pessoas, finalizou o chef.

Em participação no programa de Edu Guedes na Band, ‘The Chef’, o francês falou mais uma vez sobre como essa história mexeu com ele.

Ele [Antonio] era uma pessoa que me lembrou meu primeiro chef aqui no Brasil, que me ajudou muito quando cheguei aqui. Eu fiquei muito emocionado com ele”, assumiu o apresentador.

“Ainda não deu tempo, mas prometi que vou convidar os filhos dele para irem lá. São dois meninos maravilhosos”, concluiu Jacquin.

O ‘Pesadelo na Cozinha‘ volta com episódios inéditos a partir de 30 de março. O episódio sobre Sr. Antonio e o ‘Ça-Va’ está previsto para ser transmitido no dia 6 de abril.

Dono de restaurante fala sobre memes após polêmico programa de Jacquin

Comente com o Facebook
arthur

Arthur expulso? Por que o público pede a desclassificação do participante do ‘BBB 21’

chico anysio

Viúva de Chico Anysio revela que ele morreu atolado em dívidas: ‘vício em cavalos’